WEB RADIO RGA evangelico blog: 2015

uol

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Pastor critica práticas místicas e supersticiosas adotadas por evangélicos no réveillon: “Bobagem”



Quando um ano termina, muitas pessoas se preparam para a chegada do novo ciclo com simpatias e outras superstições. E, apesar de o Evangelho ser completamente avesso a essas práticas, muitos cristãos – católicos e evangélicos – se apegam a rituais e mandingas.

Sobre isso, o pastor e escritor Renato Vargens publicou um artigo criticando as práticas supersticiosas, como usar peças de roupa amarelas para “atrair dinheiro”, ou comer lentilhas para o mesmo fim.

“Lamentavelmente os evangélicos são tão supersticiosos quanto aos não cristãos, isto porque, influenciados por uma fé mística e sincrética, têm sido tomados pelas mais variadas crendices populares. Há pouco soube de um evangélico que não admite entrar no ano novo sem que esteja vestido de branco, afinal de contas, branco é a cor da paz, isso sem falar naqueles vestem vermelho para encontra um amor e os que comem lentilhas para prosperar”, lamentou o pastor.

Vargens acrescenta que “o comportamento de alguns dos denominados evangélicos, cada vez mais se aproxima do comportamento daqueles que não confessam a Cristo como Senhor e Salvador”.

Whatsapp


Compartilhar

“Vamos combinar uma coisa? Isso não é cristianismo nem aqui nem na China. Ao ouvir as aberrações proferidas por esse povo chego à conclusão que suas mentes são de uma fertilidade fora do comum. Por favor alguém me diga de onde que esse pessoal tira tanta bobagem? Das Escrituras é que não são. Veja bem, nós não somos regidos por superstições, não temos medo de gato preto, nem tampouco de passar embaixo da escada; nós não acreditamos em mal olhado; olho gordo ou inveja santa”, frisou.

Em sua conclusão, o pastor recapitula os princípios basilares do servir a Deus: “Nossa fé está em Cristo e é nele que confiamos e em virtude disso não necessitamos comer lentilhas, vestir branco, ou fazer promessas, até porque, absolutamente nada pode acontecer de mal na vida daquele que serve ao Senhor sem que este permita […] Deixe a superstição, celebre a vida e um abençoado 2016”, encerrou.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Cipe Cacaueira realiza prisão e apreensão no bairro São Pedro



Policiais da Cipe Cacueira prenderam no último sábado (26) durante uma Operação no bairro São Pedro, em Itabuna, quatro elementos - três homens e uma mulher, acusados de envolvimento com o tráfico de drogas. Com eles a polícia apreendeu uma arma de fogo calibre 12, drogas do tipo cocaína, maconha e crack, uma balança de precisão, material para embalar drogas, um rádio de comunicação, além de munição de fuzil calibre 762. 
Dois dos elementos foram identificados como Dilean, e Kauã, suspeito da morte do taxista Valdomiro Mendes, assassinado na madrugada do último sábado em uma tentativa de assalto. Após ser ouvido, Kauã foi liberado.

A Polícia continua em diligências por toda a cidade, que, nos últimos dias, em especial, no feriado de Natal, teve um aumento no índice de violência. Só no final de semana foram registrados quatro homicídios em Itabuna.



A Polícia continua em diligências por toda a cidade, que, nos últimos dias, em especial, no feriado de Natal, teve um aumento no índice de violência. Só no final de semana foram registrados quatro homicídios em Itabuna.
Um vídeo divulgado através do whatsApp mostra os dois suspeitos de assassinar o taxista caminhando por volta das 23:52, minutos antes do taxista ser assassinado. Na filmagem um dos elementos está usando boné e camisa branca.

Quem tiver informações sobre os envolvidos no crime, pode entrar em contato com a polícia através do whatsApp (73) 9111- 7982 ou através do e-mail caercdenuncia@hotmail.com.

Grupo de 25 cristãos assírios é liberto após meses em cativeiro do Estado Islâmico na Síria



Um grupo de cristãos que era mantido refém pelo Estado Islâmico na Síria foi libertado na última sexta-feira, 25 de dezembro, Natal.

No total, 25 cristãos assírios foram soltos pelos extremistas islâmicos. Os dois homens, sete mulheres e 16 crianças, com idades entre dois e onze anos, estavam em cativeiro desde fevereiro.

De acordo com informações do Christian Today, a Igreja Assíria do Oriente se referiu à libertação dos fiéis como um “glorioso presente de Natal”.

O bispo da denominação e o presidente da agência missionária His Grace, Mar Afram Athneil, recepcionaram os recém-libertados após a conclusão das negociações.

“Neste dia santo que celebramos o nascimento do Nosso Senhor, elevamos a honra e o louvor a Deus, Todo-Poderoso por ter ouvido nossas orações e nos abençoado com este milagre de Natal”, disse a Igreja Assíria do Oriente em um comunicado.

Esses cristãos estavam em um grupo maior, com mais de 200 pessoas que foram sequestradas pelo Estado Islâmico em aldeias estabelecidas ao longo das margens do rio Khabour, no norte da Síria.

Recentemente, no final de novembro último, outros dez cristãos foram libertados após meses de negociação. Estima-se que, no total, aproximadamente 130 reféns já tenham conseguido recuperar sua liberdade.


“Nós continuamos a investir todos os nossos recursos e esforços durante esta temporada santa [Natal] para buscar a segurança e a liberdade de todos os reféns”, disse a Igreja no comunicado. “Nós não cessaremos até que eles sejam devolvidos às suas famílias”, acrescentou.

Sabe-se que ao menos três dos reféns foram executados pelos terroristas, em outubro, como forma de pressionar os familiares e autoridades a pagarem o resgate de US$ 100 mil exigido por cada um.

#DIP2016 - Cristãos lutam para sobreviver em Alepo

"Não há motivos para ficar aqui, a não ser pelo resgate de vidas"


A guerra civil da Síria mudou radicalmente a vida de dezenas de milhares de cristãos que viviam em Alepo. A maioria fugiu, mas alguns permaneceram. Um dos analistas da Portas Abertas encontrou-se com alguns deles e teve a oportunidade de ouvir sobre os detalhes.



"Eles relataram sobre as bombas que explodem constantemente, há cortes de água e ficam sem eletricidade durante vários dias. Muitos já perderam suas famílias e amigos durante os conflitos. A morte está sempre muito próxima deles. As únicas estatísticas confiáveis são as anteriores à guerra, quando havia cerca de 250 mil cristãos na cidade. Hoje em dia, estima-se que haja entre 30 e 40 mil apenas", conta o analista.



A Portas Abertas trabalha com várias igrejas de diferentes denominações em Alepo, apoiando centenas de famílias, através da entrega de alimentos, medicamentos e materiais de primeiros socorros. "Nós estamos aqui para dar reforço aos que restaram, porque a igreja não deve desaparecer desse país. Não há motivos para ficar aqui, a não ser pelo resgate de vidas. Que Deus nos ajude, porque nós não vamos desistir", conclui o analista.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Achado arqueológico reforça narrativa bíblica sobre a expulsão de legião de demônios por Jesus



Arqueólogos descobriram uma laje de mármore raro perto do Mar da Galiléia, e a divulgação de alguns detalhes apontam para o episódio em que Jesus expulsou uma legião de demônios de um homem que vivia entre os túmulos para uma manada de porcos.


A narrativa dessa passagem do ministério de Jesus está no capítulo 8 do evangelho de Lucas. A antiga laje, datada de 1.500 anos, foi encontrada no local onde acredita-se que tenha sido uma sinagoga de Kursi, e contém inscrições em hebraico que inclui frases como “lembradas para sempre” e “Amém”.


De acordo com informações do site Noticias Cristianas, a pesquisa e escavação foi conduzida pelo doutor Haim Cohen e pelo professor Michal Artzy, da Universidade de Haifa, em cooperação com a Autoridade de Antiguidades de Israel e a Autoridade de Parques e Natureza.


Cohen afirmou que a descoberta é a prova de que havia um assentamento judeu ou cristão naquele sítio arqueológico: “A presença de um sítio judaico na costa oriental do Mar da Galiléia, é um fenômeno muito raro. Até agora não tínhamos nenhuma prova de que os assentamentos judaicos existiram durante este período ao longo da costa oriental do Mar da Galiléia”, disse.


O professor Artzy considera a descoberta um achado raro e fascinante. “A dedicação é composto por oito linhas, o que é muito detalhada e expansiva. Na maioria dos casos há muitas palavras em letras hebraicas gravadas na pedra, de modo que a pessoa a quem foi dedicado o registro deve ter tido uma enorme influência sobre a população local”, afirmou.





Whatsapp








Compartilhar


“Não há paralelo por tais achados arqueológicos em Israel tão detalhados até a data pesquisada”, acrescentou.


O achado, enfim, aponta para o ato de exorcismo feito por Jesus porque corrobora a narrativa de que havia judeus naquela região há milênios atrás. Os pesquisadores há muito acreditam que Kursi poderia ter sido o “país dos gadarenos”, a região costeira que é mencionada nas Escrituras.

Igreja oferece ceia de natal luxuosa para moradores de rua


.Igreja oferece ceia de natal luxuosa para moradores de rua  



Cerca de 90 moradores de rua e andarilhos foram convidados a participar na noite desta segunda (21) de uma ceia natalina de luxo em Vitória da Conquista (BA). Além da mesa farta, ocorreram apresentações musicais.

O cardápio incluía o tradicional chester, pernil, arroz à grega, farofa de banana da terra, prato de frios e frutas frescas, além de sobremesa (mousse de maracujá). A música ambiente ficou a cargo de um saxofonista.

Além disso, os convidados tiveram direito a banho quente antes do evento e ganharam diversos presentes (sobretudo roupas e calçados) além de material de higiene pessoal.

Promovido pela Igreja Batista da Cidade, o evento foi realizado numa casa de eventos onde ocorrem as festas mais badaladas da elite local.

Durante parte do jantar, uma banda tocava sucessos da música gospel, como “Faz um milagre em mim”, de Regis Danese. O conhecido refrão “Entra na minha casa, entra na minha vida” foi acompanhado por muitos convidados. Eles também viram uma teatral sobre a vida de Jesus Cristo.

Cerca de 250 pessoas trabalhavam para servir e recepcionar os convidados, que incluía idosos do abrigo Casa Lar Terceira Idade. Muitos disseram que essa era a primeira vez que participavam de algo semelhante.

O casal de andarilhos Thiago Ramos Correia e Samantha dos Santos, ambos de 27 anos, estão de passagem pela cidade, e contam que estavam dormindo na praça quando foram convidados por membros da igreja. “Já passei por vários locais do Brasil e nunca vi algo igual”, relatou Thiago.

“Para nós é muito bom estar aqui, pois conhecemos mais as pessoas e mostramos também que não somos bicho do mato. Só temos nosso estilo de vida, que é diferente do da maioria”, acrescenta Samatha.
Simplicidade do Natal

O evento foi batizado pela igreja de “A simplicidade do Natal” e custou R$ 22 mil. “Tudo fruto de doação”, informou o médico Gleydson Cerqueira, que coordenou tudo. “Até o aluguel da casa de eventos, que custa R$ 10 mil, sem o bufê, nos foi doado. Contamos com a ajuda de ao menos cem pessoas, entre membros da igreja e empresários que se sensibilizaram com a nossa causa”, enfatiza.

O pastor da Igreja Batista da Cidade, Sinvaldo Queiroz, explicou que eles fazem diversas atividades com foco social durante o ano, atendendo a 353 crianças com material escolar e calçados, e assistência a 400 pessoas por semana em hospitais públicos.

“A intenção deste jantar é atender públicos que geralmente são invisíveis para a sociedade”, disse Queiroz. Em 2014 fizeram um evento parecido, convidando garotas de programa. Questionado por que fazer algo luxuoso, resumiu: “No reino de Deus ninguém recebe tão pouco que não possa repartir”.Com informações UOL

Que o Natal seja de paz e amor para todas as famílias iltabunenses!

Posted by Prefeitura de Itabuna on Quinta, 24 de dezembro de 2015

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Casal é preso ao dar “testemunho” de homicídios em igreja



Casal é preso ao dar “testemunho” de homicídios em igreja
Eles são acusados de participarem do assassinato de um homem morto em agosto deste ano

Um casal testemunhava seu passado de drogas e crimes em uma igreja evangélica e Manaus (AM) quando foram presos por policiais disfarçados que já tinham a informação de que Raissam de Souza Miranda, 19, e a mulher dele Denize Araújo Cândido, 23, grávida de três meses, estavam na igreja.

No testemunho eles afirmavam que já haviam participado de vários homicídios, Miranda chegou a dizer que a primeira vez que praticou um assassinato ele tinha apenas 10 anos.

O casal é suspeito de participar da morte do protético dentário Ildo Lopes da Silva, 53, que foi assassinado em agosto deste ano e encontrado com sinas de tortura pelo corpo.

“Nossos policiais receberam uma informação que o casal estava participando de um culto. Os investigadores foram até a igreja, se passaram por fiéis e prenderam Raissam e Denize com o mandado de prisão”, disse o delegado Ivo Martins.

Os dois suspeitos não agiam sozinhos, por isso a polícia busca informações do primo de Raissam, José Bento da Rocha Neto, 18, que está foragido e dois adolescentes que também participaram do assassinato do protético dentário.

Raissam confessou que estava junto com a quadrilha que matou Ildo Lopes, mas disse apenas que amarrou com fios elétricos. “Quando eu sai de lá ele ainda estava vivo. Eu tinha usado cocaína, maconha e ‘loló’. Não roubamos nada dele. A primeira vez que matei tinha 10 anos”, disse o criminoso.

Denize afirmou que ficou fora de casa naquele dia porque estava passando mal por conta das drogas.

“Descobrimos na igreja, que Raissam participou de um homicídio em 2006, ainda estamos fazendo levantamentos das outras mortes que ele participou aqui na capital”, afirmou Martins.

Raissam e Denize foram indiciados por homicídio qualificado, o delegado explicou que não configurou latrocínio porque os suspeitos foram ao local com a intenção de matar o protético e só depois roubá-lo.

Após serem apresentados na delegacia para prestar depoimento, Raissam foi encaminhado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, em Manaus, e Denize ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), no quilômetro 8, da Rodovia BR-174. Com informações D24am

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Livros denunciam escândalos no Vaticano e oposição de cardeais a reformas feitas pelo papa



O lançamento de dois livros que denunciam escândalos administrativos no Vaticano expôs a luta do papa Francisco para moralizar os gastos da Cúria Romana, e a oposição que ele sofre de cardeais que vivem luxuosamente às custas do desvio de doações.

A imprensa internacional apelidou o novo escândalo de Vatileaks, numa referência ao vazamento de informações confidenciais do Vaticano. Os livros que mostrarão em detalhes a forte resistência enfrentada pelo papa Francisco na sua luta para implementar uma reforma financeira na Igreja Católica são “Avaricia”, de Emiliano Fittipaldi, e “Via Crucis”, de Gianluigi Nuzzi, ambos jornalistas.

Segundo informações da agência France Presse, os documentos que comprovam a má administração financeira foram fornecidos pelo padre espanhol Lucio Ángel Vallejo Balda e pela ex-funcionária do Vaticano Francesca Chaouqui, italiana. Ambos foram acusados pelo Vaticano por roubo de textos confidenciais e detidos no último fim de semana.

De acordo com jornalistas da imprensa italiana que tiveram acesso aos livros antes de seu lançamento, os livros se dedicam a expor a oposição interna que o papa reformador vem enfrentando na Cúria.

Segundo o jornalista e escritor Fittipaldi, a Cúria tem adotado como prática o desvio de doações feitas por fiéis de todo o mundo para ações de assistência aos mais pobres para sustentar o estilo de vida luxuoso de vários cardeais, inclusive aposentados.

Em “Avaricia”, Fittipaldi revela que aproximadamente €$ 400 milhões (cifra superior a R$ 1,6 bilhão na cotação de hoje, 04 de novembro) teriam sido desviados “Óbolo de São Pedro” para cobrir gastos com a Cúria Romana.

O autor aponta que para maquiar os desvios, as despesas foram registradas como “perdas por diferenças no inventário”; “buracos” de €$ 700 mil nos relatórios de despesas de supermercado; e €$ 300 mil de despesas com farmácia não contabilizadas.

No livro “Via Crucis”, o autor revela que, em uma reunião a portas fechadas há dois anos, o papa Francisco expôs sua insatisfação com o cenário, lamentando que “os custos estejam fora de controle” e que ainda assim, tenha havido um aumento de 30% do número de funcionários nos últimos cinco anos.

Nuzzi conta que tanto o padre, quanto a ex-funcionária italiana vazaram os documentos porque queriam “ajudar o papa”, denunciando a oposição às reformas.

O Vaticano divulgou nota afirmando que considera ambos como “traidores” e pontuando que vazar documentos internos “não é uma maneira de ajudar a missão do papa”.



“Este trabalho começou há um ano e baseia em informação verificada […] Entendo que o Vaticano esteja preocupado […] A investigação revela a distância entre a posição do papa e o funcionamento real”, comentou Fippipaldi.

Desde que foi eleito ao pontificado, o papa Francisco não economiza críticas em público à Curia Romana, que ele classifica como um reduto de “intrigas, fofocas e panelinhas com ambições de fazer carreira”.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Pastor e outros cinco líderes de seita evangélica são presos por escravizar fiéis e tomar seus bens


Uma seita religiosa travestida de igreja evangélica teve sua organização desmantelada pela Polícia Federal na última segunda-feira, 17 de agosto, após a prisão de seis líderes sob acusação de escravizarem os fiéis.


A Comunidade Evangélica Jesus, a Verdade que Marca está sendo investigada por manter fiéis em propriedades rurais espalhadas pelos estados de Minas Gerais e Bahia, em situações análogas à escravidão.


O pastor que liderava a seita foi preso na cidade de Pouso Alegre (MG), e outras cinco pessoas que estavam no grupo que comanda a organização religiosa foram presas em outras cidades de Minas e Bahia.


Através da investigação, a Justiça autorizou o bloqueio de bens que estavam no nome dos líderes da seita, entre eles, 39 imóveis rurais nos dois estados e contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas, além da apreensão de documentos e computadores. A PF também solicitou ao DETRAN que bloqueasse mais de 100 veículos pertencentes à seita, incluindo carros de luxo.


Os líderes religiosos detidos poderão ser indiciados pelos crimes deREDUÇÃO de pessoas à condição análoga à de escravo, tráfico de pessoas, estelionato, organização criminosa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, com penas que podem chegar a 30 anos de prisão.


Segundo informações do G1, o delegado da PF em Varginha (MG), João Carlos Girotto, revelou que os fiéis frequentavam um templo da seita em São Paulo (SP) e, após se tornarem frequentes, eram convencidos pelos líderes a se mudarem para o interior do estado, com uma mudança completa de vida “sob a promessa de que viveriam em comunidades onde vigeria o princípio da igualdade absoluta”.


De acordo com Girotto, os líderes pregavam que “todos os bens seriam de todos”, pois quem se tornasse membro, era obrigado a doar tudo que tinha para a denominação: “Ao adentrarem na seita, as pessoas são convencidas a entregarem todos os seus bens, móveis e imóveis, e na sequência são transferidas para fazendas, onde trabalham sem remuneração. Lá eles também têm a liberdade cerceada e, ao irem para as cidades, são escoltadas por membros da seita”, revelou.
Whatsapp
Compartilhar
As investigações constataram que os fiéis, após se mudarem para o interior, passavam a trabalhar na roça, ou em postos de combustíveis e restaurantes. No segundo caso, os valores que eram relativos aos pagamentos eram repassados à seita. “[Os líderes conseguiam] um lucro exorbitante com o trabalho deles e doações”, disse o delegado, que estima que o patrimônio acumulado tenha superado a casa de R$ 100 milhões, e parte desse dinheiro teria sido convertido em grandes fazendas, casas e veículos de luxo.


A operação, chamada “De volta para Canaã”, em referência ao retorno à Terra Prometida por Deus ao povo hebreu, compreende o cumprimento de 129 mandados judiciais, incluindo seis de prisão temporária, seis de busca e apreensão e 47 de condução coercitiva, além de 70 mandados de sequestro de bens, como imóveis, carros e dinheiro vivo.

Mais Conteúdo


terça-feira, 28 de julho de 2015

Maior culto público a Satanás ocorre com show de heavy metal


Estátua que inspira adoração foi “inaugurada” por grupo ateísta





Cerca de 700 pessoas se reuniram no último sábado à noite numa boate na cidade de Detroit, no Michigan, para celebrar o que foi chamado de “o maior culto público a Satanás” da história.



Com cerca de 3 metros de altura e pesando quase uma tonelada, a estátua mostra a representação de um ser parte homem e parte bode.

Ele está sentado em um trono marcado pelo pentagrama. Embora recebe outros nomes, a imagem é conhecida como Bafomete, uma figura mística que é adorada por grupos satanistas no mundo todo. Alguns grupos maçônicos também usam essa figura, cujo nome teria origem na união de dois vocábulos gregos, “Baphe” e “Metis”, significando “Batismo de Sabedoria”.

Depois de ficar mais de um ano anunciando que colocaria a estátua em um local público, a organização Templo Satânico, cancelou a exibição depois que grupos religiosos locais protestaram.

Ao invés disso, fez a apresentação em uma festa privada. Os ingressos custavam 25 dólares por pessoa. Quem desejava tirar uma foto sentado na estátua precisou desembolsar mais 75 dólares.

Embora use o nome de satânico, a organização afirma ser ateísta e que está promovendo a estátua como forma de aumentar o debate sobre a liberdade religiosa. Um grupo de cristãos conseguiu “penetrar” na festa e está divulgando imagens chocantes.

Em um ambiente que lembrava uma igreja, primeiramente um grupo de heavy metal se apresentou. No alto do palco, uma cruz invertida brilhava. Uma bandeira foi colocada no chão com as palavras “este é o meu corpo, este é o meu sangue”.

As fotos mostram também um homem vestido com roupas que lembram sacerdotes, adornadas com cruzes invertidas. O homem tinha o rosto pintado imitando uma caveira. Lembrava muito aapresentação do grupo Ghost BC durante o Rock in Rio dois anos atrás.

No centro do palco, a estátua estava coberta com um pano. Líderes do Templo Satânico leram pequenos discursos numa estrutura que lembrava um púlpito. Três pessoas nuas com apenas as cabeças cobertas participam de um ritual que lembra um batismo, só que ao invés de água é vinho derramado sobre suas cabeças.


Depois, dois homens vestidos com roupas de sadomasoquismo e segurando velas foram chamados. Eles tiraram o pano e depois começaram a se beijar, sentados no colo da imagem.

Os presentes foram convidados a se aproximar da imagem para “admirá-la”. Vários casais hetero e homossexuais tiraram fotos sentadas no colo da estátua. Alguns iniciaram uma relação sexual em público. Na plateia, muitas pessoas tinham os rostos e o corpo pintados, alguns literalmente exibiam chifres e alguns tinham sobre o corpo seminu uma tinta vermelha que lembrava sangue.

Embora se apresentem como ateus e seu fundador, Lucien Greaves, tenha participado de vários encontros para a promoção do ateísmo nos EUA, fica claro que para eles Satanás é real. O discurso oficial é que Satanás é apenas uma figura que representa o que eles desejam: fazer oposição aos cristãos.

Reação dos cristãos


Durante toda a tarde de sábado, grupos cristãos fizeram cultos próximo ao local, orando e cantando louvores a Deus. Alguns pastores usaram os microfones para repreender a ação demoníaca sobre a cidade.

A bispa Corletta Vaughn da Catedral Espírito Santo, afirmou: “Não vamos entregar nossa cidade para os satanistas. É um espírito violento que está se mudando para a cidade e se infiltrar naquele lugar. Vamos expulsá-los daqui”.

“Nós não queremos isso aqui. É desrespeitoso”, disse a evangelista Bonita Shelby, esposa do pastor Don Shelby do Ministério Internacional Sarça Ardente, que gritava ao microfone: “Em nome de Jesus. Nós marchamos no Espírito em Detroit”.

Segundo foi divulgado, o Templo Satânico não deixará a estátua no Michigan. Os grupos cristãos da cidade fizeram grande pressão sobre a autoridades.

O pastor David Bullock, de uma importante igreja batista local, chegou a anunciar que, caso a estátua ficasse em local público, ele a destruiria.

Agora, o grupo ateísta espera poder colocar Bafomete no Capitólio do estado de Arkansas, ao lado de um monumento dos Dez Mandamentos. Está apenas aguardando um parecer da justiça para isso. Anunciou também que pretende em breve colocar estátuas semelhantes em pelo menos dois outros Estados que possuem monumentos com os Dez Mandamentos em órgãos públicos. Com informações de Fox News, The Blaze, Freep e Church Militant

Assista:


segunda-feira, 27 de julho de 2015

Zé Ramalho convertido ao Evangelho? Boato se espalha nas redes sociais e cantor nega; Confira



Na última semana surgiu um boato da conversão do cantor popular Zé Ramalho, 65 anos, autor da música “Admirável Gado Novo”, tema de abertura da novela O Rei do Gado, da TV Globo.

De acordo com a publicação do site Rius, o artista da Música Popular Brasileira (MPB) teria se reconciliado com Deus durante um evento da Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ), denominação da qual ele teria feito parte na infância e adolescência.

Os rumores diziam ainda que o artista teria se comprometido a evangelizar os colegas de profissão e celebridades da televisão.

O material divulgado pelo site trazia ainda aspas de um suposto pastor que teria convidado Zé Ramalho para o evento da Quadrangular em Sinop (MT). “É com muita alegria que apresento a todos, Zé Ramalho. Para quem não sabe, o Ramalho é fruto dessa igreja, foi criança e adolescente aqui dessa igreja e hoje atende um convite nosso para prestigiar nosso evento”, teria dito um pastor chamado Dilmo.

A suposta matéria acrescentava ainda que o artista teria sido acomodado em lugar de destaque no evento e que os fiéis reagiram admirados com a situação. Ao final, durante o apelo, Zé Ramalho teria se levantado e feito a oração de conversão.

Boato


No entanto, a equipe de assessoria do cantor usou sua página no Facebook para negar os boatos: “Boa noite a todos! Há um boato na Internet, falando sobre uma “suposta conversão” de Zé Ramalho. Gostaríamos de afirmar que é tudo mentira, por favor deletem a falsa notícia e não compartilhem. ‪#‎EquipeZéRamalho”, publicou.

Dentre os internautas que seguem o artista na rede social, a reação da maioria foi de indignação. Alguns evangélicos atribuíram o boato às músicas do cantor gospel Juan Diego, de voz parecida com a de Zé Ramalho. Compare:



RJ recua e tira direito de travestis ocuparem ala feminina em hospitais

Malafaia parabenizou prefeito pela nova decisão da Secretaria Municipal de Saúde

A Prefeitura  do  Rio  de  Janeiro  cancelou  a  resolução  que  garantia  o  direito  do  travesti  ser  internado  na  ala  hospitalar  segundo  sua orientação  sexual  e  não  ao  seu  sexo.

A decisão foi anunciada sete dias após a publicação da resolução no Diário Oficial do Município e, segundo o jornal O Dia, foi a própria Secretaria Municipal de Saúde que resolveu voltar atrás da primeira decisão tomada.
O secretário municipal Saúde, Daniel Soranz, disse que os médicos deverão decidir em qual quarto os travestis e transexuais deverão ficar internados. “Tomamos a decisão por critérios técnicos”.
O que foi decidido no dia 2 de julho é que travestis e mulheres transexuais poderiam ocupar as alas femininas dos hospitais municipais e que homens transexuais ocupariam as alas masculinas para impedir que estes passem por constrangimentos ao dividir o quarto com pessoas do sexo em que eles não se identificam.
Quando a resolução foi publicada, o pastor Silas Malafaia gravou um vídeo para comentar o caso e dizer que as mulheres poderiam ser constrangidas com a presença de um homem no quarto e que o homem, no caso travestido de mulher, não poderia ser constrangido no quarto com outros homens.
Malafaia cobrou o prefeito para que tomasse uma decisão coerente sobre o caso e comemorou através da internet a mudança da secretaria. “Parabéns ao prefeito Eduardo Paes, parabéns pela sensatez”, disse o pastor que já afirmou que não é contra a leis que garantem direitos, mas sim às que oferecem privilégios.
Assista o comentário de Silas Malafaia:

Heloísa Perissé diz que “ora o dia todo” e evangeliza: “Jesus Cristo é o Salvador”; Assista





Um vídeo com declarações da atriz e comediante Heloisa Perissé, comentando a sua prática de fé em entrevista ao programa Encontro com Fátima Bernardes, na TV Globo, viralizou novamente nas redes sociais.

A entrevista, concedida em novembro de 2013, mostra o lado espiritual da artista, conhecida por seus papéis em série e novelas da Globo.

“Antes de começar o meu dia, quando eu piso, antes de tomar o meu café da manhã, quando eu ligo a água do chuveiro para tomar banho, quando estou dirigindo, quando as minhas filhas saem para a escola… Eu oro o dia inteiro”, disse a atriz, à época.

Transmitido ao vivo, o programa tinha participação dos vencedores do Troféu Promessas daquele ano, além de cantores como Anderson Freire, Fernanda Brum, Ministério Pedras Vivas e Arautos do Rei.

Heloisa contou, sob o olhar atento do ator Francisco Cuoco, que também participava do programa, que nasceu em uma família de tradição católica, mas sua busca por um relacionamento mais íntimo com Deus foi uma decisão pessoal e a levou a seguir a tradição protestante.

“É um Deus maravilhoso, esse Deus é tremendo. O sol, a luz, a união das cores, é tremendo. Ô glória”, disse a atriz, falando sobre o “papo reto” que leva com Deus. Questionada pela apresentadora se dá um nome a essa espiritualidade, Perissé não titubeou: “Eu sou cristã, e isso é acreditar que Jesus Cristo é o Salvador”.

Atualmente, Heloisa Perissé é frequentadora de uma Igreja Presbiteriana no Rio de Janeiro, e está no ar na Globo com o game de humor Tomara Que Caia, exibido nas noites de domingo após o Fantástico.
Reveja a entrevista de Heloisa Perissé ao Encontro e seu testemunho do relacionamento com Deus:

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Cassiane responde a Thalles e diz que ele não pode medir o trabalho de Deus através dela



Cassiane é uma das cantoras pentecostais mais conhecidas do país, com décadas de carreira e inúmeras premiações. Ao lado do marido, Jairinho, dirige uma congregação da Assembleia de Deus em Alphaville, bairro nobre de Barueri (SP). E com esse histórico, Cassiane resolveu se posicionar a respeito das declarações feitas na última semana por Thalles Roberto.

O cantor mineiro declarou, em duas oportunidades diferentes, que se sente “acima da média” no meio gospel pois o segmento só tem “gente fraca”, e acrescentou que, sozinho, consegue ser melhor e mais rico que todos os outros.

“Aquilo que Ele faz e tem feito na minha vida durante 34 anos de ministério não pode ser medido por alguém que acabou de chegar”, respondeu Cassiane, em entrevista à Neves WebTV.

A cantora destacou que tem apreço pelo cantor, que não se afetou pelas declarações feitas por ele, mas irá orar para que o cenário atual seja apenas uma confusão passageira: “Eu acho que cada um tem que orar pelo seu próprio ministério. Eu amo o Thalles e respeito muito o ministério dele e agora eu estou só orando”, afirmou.

Perdão

A repercussão negativa das declarações de Thalles entre os diversos artistas gospel o fez recuar,pedir perdão pelo equívoco e explicar que sua intenção não era ofender.

O cantor gravou um vídeo explicando os motivos de ter escolhido priorizar o público secular em seu próximo álbum.

“Tomei essa decisão em uma visitação do Espírito Santo, que ele fez comigo, mudou minha história, minha mente, e tudo que eu tava pensando. Deus veio me direcionar para coisas novas. Mas primeiramente, eu queria pedir perdão, porque se você assistir o vídeo inteiro, você vai ver que eu estava falando de mim. Quando eu falo ‘isso aí é fácil fazer, essa música qualquer um faz’, eu estava falando de mim. Eu estava desafiando a mim a partir. Mas soou que eu estava desvalorizando os irmãos cantores da música gospel, as pessoas da igreja, pastores que eu amo. Então, a nobreza de um homem cristão, como eu, um homem de Deus, é pedir perdão. Perdoe. No afã de falar o que Deus está me mandando fazer, eu posso ter me equivocado, sim. Sou um homem, falho. Me desculpem, não foi essa minha intenção”, desculpou-se.

Pastor diz ter provas de que Barack Obama seria homossexual



O pastor evangélico Scott Lively, conhecido por seu controverso apoio à campanha “Matem os gays”, em Uganda, afirmou recentemente ter ter encontrado mais uma prova de que o presidente norte americano Barack Obama é secretamente gay.

Lively, que recentemente afirmou que o casamento gay será o motivador para o início do apocalipse bíblico, afirma que o presidente americano estaria namorando com seu ex assistente pessoal, Reggie Love. Segundo o Huffington Post, essas afirmações partem de histórias de que Obama teria saído de férias ao lado do ex assistente, deixando para trás a sua esposa, Michelle Obama.

No ano passado, Lively já havia também afirmado que Obama já havia sido casado com um homem. Na ocasião ele usou um vídeo feito pelo teórico da conspiração Jerome Corsi para apoiar suas afirmações.
Os argumentos de Corsi são baseados em supostas histórias de que o presidente americano seria um assíduo frequentador de bares gays em Chicago, sendo inclusive muito conhecido pelos frequentadores de tais locais.

Após Malafaia chamar novamente blogueiros evangélicos de “filhos do diabo”, pastor dono de blog responde



Depois de comentar em um dos seus programas que os “blogueiros são filhos do diabo”, um blogueiro cristão responde ao Pastor Silas Malafaia.

Silas Malafaia motivou os seus seguidores a postarem o vídeo em que ele acusa os blogueiros evangélicos de serem “filhos do diabo”, na semana passada.

“Filho, instrumento de satanás para perturbar a fé e a igreja. Te cuida malandro. Te cuida meu chapa, porque Deus é juiz”.

Pastor Paulo Siqueira do blog “As Pedras Clamam” em resposta a Malafaia, postou o vídeo como ele havia pedido e expressou sua profunda tristeza pelo evento.

Apesar de admitir alguns pontos da crítica de Malafaia, Siqueira defende que há diferentes tipos de profetas mencionando que dentre os “mentirosos” estavam os que eram do “Deus Altíssimo, que traziam as verdades de Deus, não importando o que isso lhes custaria”.

“Profetizavam contra os reis, contra a sociedade, muitos perdendo a vida, porém significam a boca de Deus em meio ao povo”.

Na questão de Deus ser o juiz, o blogueiro afirma que seu blog está firmado no princípio de que “Deus tudo vê e tudo sabe, e é Nele que confiamos como verdade absoluta. “Deus é juiz, e é nesse ponto que devemos ter grande temor”.

“Realmente, um dia todos nós seremos julgados diante do Trono Daquele cujo nome é o único digno de louvor e glória, e é a isso que tememos”, acrescentou o pastor blogueiro.

Ele ainda menciona a passagem de Mateus 7:1, “não julgueis, para que não sejais julgados”, e acrescenta que baseados nesse princípio, eles (do As Pedras Clamam) combatem as heresias e os falsos profetas.

Siqueira afirma que a responsabilidade para com o mundo tem sido negligenciada pelos pregadores da teologia da prosperidade, da qual ele explica que é fundamentada em princípios terrenos.

Para concluir o blogueiro explica o seu ponto de vista sobre os três princípios da prosperidade cristã.

Em primeiro lugar, a responsabilidade social. “É preciso que a Igreja produza Cristãos com uma fé cidadã, ou seja, uma fé que responda às necessidades dos seres humanos no mundo, uma fé que enxergue a fome, a pobreza, a destruição da vida pelas guerras”.

Ele aponta para o compromisso dos cristãos com a vida que Cristo prometeu, “não produzida para a vaidade, mas sim na essência do Evangelho que é o amor ao próximo”.

Isso vem totalmente contrário à teologia da prosperidade, afirma ele, explicando que nela a verdadeira essência está no Eu.

O outro princípio é a responsabilidade com o Reino de Deus, que, segundo ele, é de todos aqueles que reconhecem o seu verdadeiro papel como membros de uma igreja.

“[A igreja] que deve responder ao clamor do mundo em suas necessidades essenciais, que são salvação, libertação do pecado e transformação do caráter de todo aquele e aquela que se coloca diante de Deus, e tem sua vida transformada de dentro para fora, através do Evangelho de Cristo Jesus”.

Finalmente, está a responsabilidade com a verdadeira missão da Igreja: “amar os seres humanos como Deus nos amou, pois o texto áureo da Bíblia nos diz que Deus amou o mundo de tal maneira, que enviou Seu Filho para que o que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

“E essa é nossa bandeira, é a nossa teologia, que prega a soberania de Deus, contrária e acima de toda vontade humana”, disse Paulo Siqueira em seu blog.


Em sua conclusão ele diz que o Justo Juiz julgará a todos. “é nisso que meu coração crê, que muito em breve, todos e todas daremos conta de cada palavra”.

“Igreja do Poderoso”: Pânico zomba de evangélicos com diabo em “culto” e “obreiras” seminuas



O programa Pânico na Band exibiu o quadro “Igreja do Poderoso” no último domingo, dia 01 de março. Protagonizado pelo humorista Eduardo Sterblitch, o “poderoso” conduzia o “culto” a si próprio com palavrões, assistentes seminuas e um bate-papo com o satanás.

O humor escrachado do grupo se valeu ainda de um “grupo de louvor” e um anão de patins, que repetidas vezes caía no palco e levava os espectadores às gargalhadas.

“Quem aí já traiu, levanta a mão!”, disse o “poderoso” ao público que compareceu à gravação do quadro no Teatro Municipal de Paulínia, no interior de São Paulo. “Vamos assumir [as traições], porque eu estou vendo! Deus castiga, mas eu castigo mais rápido”, zombou o humorista.

Aproveitando os embates travados entre pastores e ativistas gays, o “culto” trouxe ainda o depoimento de um homossexual não-assumido, que tentava esconder a sua orientação sexual através de repetidas afirmações sobre “gostar de mulher”. Ao final, o falso hétero termina dançandofunk com as “obreiras”.

As piadas se estenderam ainda sobre erros e acertos dos humoristas em suas carreiras, como no caso do responsável pelo personagem Mendigo, que havia deixado o Pânico na Band para trabalhar na TV Record, empresa do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus.

“Quando lá cheguei, todo mundo gostou. Desde a faxineira ao bispo e o pastor. Me prometeram tudo e o trouxa acreditou. Mas eu já estou bem isso não me revolta, porque eu estou feliz no Pânico, o filho à casa torna”, cantarolou o personagem.


O quadro se estendeu por aproximadamente 20 minutos, sem intervalos comerciais, e ainda zombou dos exorcismos exibidos pelas igrejas neopentecostais em seus programas de TV, e outras peculiaridades das denominações evangélicas.

O vídeo, com cenas que podem ser consideradas inadequadas, está neste link.

Missionária Lanna Holder, hoje pastora gay, afirma: “estou apta para exercer o ministério de Deus”



A polêmica em torno da ex-missionária e hoje pastora gay Lanna Holder não termina. Famosa por seu testemunho sobre como venceu o lesbianismo e por suas polêmicas com recaídas e casos durante seu ministério, Lanna voltou recentemente a público ao assumir abertamente seu homossexualismo e fundar uma “igreja inclusiva” em São Paulo, a Comunidade Cidade do Refúgio.

Para Lana Holder e sua companheira, a também pastora, Rosania Rocha, a semana foi atribulada, foram inúmeras entrevistas para grandes veículos de imprensa como Globo e Folha, além de mídias evangélicas variadas. Quando questionada sobre as pregações e testemunhos que dava contra o homossexualismo que se contrasta com a realidade de hoje a pastora reconhece que “tudo aquilo que eu preguei não correspondia à verdade” e completa: “minha sexualidade não mudou. Mas, mesmo assim, me acho apta para exercer o ministério de Deus na minha vida”, acredita. Lanna afirma que agora volta aos púlpitos sem usar máscaras: “Eu sempre aprendi que o homossexualismo era possessão demoníaca e, mesmo depois de convertida, não entendia porque mesmo sendo usada com o dom da Palavra eu ainda continuava sentindo desejos homossexuais”, disse.

Sobre a denominação que fundou, Lanna garante não ser apenas uma igreja para “todos os que foram escorraçados pela intolerância”, como afirma à Folha, mas também uma igreja aberta a qualquer um: “Quando falamos sobre homossexualismo, prostituição e drogas a nossa abordagem é diferente. Iremos acolher uma prostituta, alcoólotra ou drogado, vamos tentar que eles mudem sua conduta de vida”, defende.

A líder da Cidade de Refúgio critica às igrejas evangélicas por se oporem ao homossexualismo, “o Evangelho não é nada disso que está se pregando, não é essa aversão, essa exclusão”, acredita. “Eles [pastores] dizem que não concordam com a gente, não entendem nosso ministério, mas que não sabem como ajudar os homossexuais e que vão mandá-los para a nossa igreja” afirma. Segundo ela os gays se sentem discriminados pelos cristãos e por isso são hesitantes e agressivos quando evangelizados. Lanna diz que muitos versículos bíblicos são mal utilizados para abominar o homossexualismo: “Existe um contexto em que não posso retirar um texto para fazer um pretexto”, enfatiza.


Apesar da ex-missionária acreditar que a homossexualidade não é um opção de cada pessoa, mas sim uma orientação que pode ser de nascença, Lanna afirma que o homossexualismo pode sim ser revertido em alguns casos e revela: “Se eu pudesse escolher, jamais seria lésbica”, disse a líder gay que em breve estará também na TV falando sobre sua crença e opinião.