WEB RADIO RGA evangelico blog: Pastor John Piper diz que assistir a Game of Thrones é como crucificar a Cristo novamente

uol

sábado, 28 de junho de 2014

Pastor John Piper diz que assistir a Game of Thrones é como crucificar a Cristo novamente

A série mundialmente comentada Game of Thrones, produzida pela HBO, tornou-se alvo de críticas do pastor John Piper. O líder evangélico afirmou que assistir à série é como crucificar Jesus novamente.

O programa é marcado por suas cenas de violência e sexo explícitos, e não é recomendada para menores de 16 anos. Nesse contexto, Piper afirmou que Game of Thrones é mais um produto da mídia em busca de audiência a todo custo.

“Cristo morreu para purificar seu povo. É uma negação absoluta da cruz se tratarmos a morte de Jesus como se tivesse acontecido somente para nos perdoar por causa do pecado de assistir a nudez, e ignorar que sua morte foi para nos purificar. Ele tem poder comprado pelo sangue de sua cruz. Ele morreu para nos tornar puros. Ele ‘deu a si mesmo por nós para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo para o seu próprio poder (Tito 2:14)’. Se escolhermos endossar ou abraçar ou desfrutar ou prosseguir na impureza, [é como se] pegássemos uma lança e perfurássemos o corpo de Jesus novamente, a cada vez que fazemos isso. Ele sofreu para nos libertar da impureza”, escreveu Piper num artigo chamado “12 Questions to Ask Before You Watch ‘Game of Thrones’” (12 perguntas a fazer antes de assistir Game of Thrones, em tradução livre).

Na quarta temporada, Game of Thrones é uma adaptação dos livros escritos por George R. R. Martin, e fala sobre disputas de poder. O cenário narrado por Martin envolve sincretismo religioso, violência e sedução como ferramentas de conquista, além de inúmeros quesitos ficcionais classificados como “fantasiosos”. Elogiada pelos críticos e pelos telespectadores, a série já está produzindo a próxima temporada, que deverá ir ao ar no primeiro trimestre de 2015 nos Estados Unidos e no Brasil pelo canal de TV por assinatura HBO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário